blog

Você sabe o quanto vale seu conhecimento?

28 de julho de 2015


Olá alunos e fãs da Potentiallis. Sejam muito bem-vindos ao nosso espaço do empreendedorimos e sacadas de negócios.

Em nosso primeiro encontro quero ir direto ao assunto:

Você sabe o quanto vale seu conhecimento?

Muito se fala em empreendedorismo, mas poucas pessoas de fato são empreendedoras, ou melhor, poucas pessoas estão se preparando para serem empreendedoras de fato.

A primeira dica de hoje diz respeito à mudança do seu Mindset sobre o valor do seu conhecimento!

A mentalidade do empreendedor faz com que ele procure estar à frente do seu tempo, do seu contexto e pensar idéias e inovações em que muitos o censuraram ou o taxam de louco, mas que no futuro, estas mesmas ideias, serão produtos e soluções disponíveis a toda sociedade.

O Mindset é contagioso. Um líder (prefiro o termo influenciador, já que em líder se fala demais, mas de fato poucos compreendem o que é ser um) gera seguidores. É um entusiasta que faz com que as pessoas a sua volta engajem-se na sua ideia e propósito em comum.

Um influenciador que mostra resistência ao novo e apresenta nãos e senões, sem ao menos questionar qualquer ideia ou sugestão, provavelmente gera um cultura organizacional retrograda e paralisada, que repela a inovação e consequentemente a oxigenação de novas ideias, vital a qualquer negócio.

Fazer dinheiro novo com práticas velhas se mostra mais difícil atualmente, senão impossivel.

Agora por que você empreendedor ou empresário acredita apenas em inovação para máquinas e softwares? E o conhecimento? E o capital humano? Se você nao investe nisso, você não pensa, nem investe de forma estratégica.

Lembre-se o Minset é contagioso, um mindset que foca no operacional e não tem tempo para ser estratégico, advinha o rumo que dará para os negócios.

Ao invés de você querer imitar o palco de pessoas de sucesso, não esqueça de estudar o bastidor das pessoas de sucesso. Tente entender o porquê Steve Jobs tomava as decisões dele. E não imitar algo que nasceu da mente dele. Tente entender o que estava por tras das suas decisões.

A pergunta crucial: Você tem conhecimento de valor ou experiência defasada?

Você sabia que muitos profissionais estão se tornando tão desvalorizados e depreciados como as ações da Petrobrás? Olha, sinceramente, eu queria que isto fosse uma brincadeira, ainda que de mau gosto, mas não é.

Certamente você já ouvir falar (Peter Drucker, já dizia isto desde 1956) que as pessoas são os maiores ativos de uma empresa, não é mesmo? Aliás, Jim Collins no seu Best Seller Empresas Feitas Para Vencer, afirma que AS PESSOAS CERTAS é que são os ATIVOS de uma Empresa.

Imagine você que tem orgulho da sua carreira, do seu esforço e conhecimento, saber que neste momento suas habilidades podem estar perdendo valor, pois o olhar de valor do Mercado MUDOU (e mudou mesmo).

A culpa não é sua por acreditar que investir somente em conhecimento técnico lhe diferenciaria. Afinal, era o caminho que todos faziam, não é mesmo?

Mas o que ninguém fala é o porquê os inteligentes do passado estão perdendo valor nos dias de hoje. A verdade é única, a maioria SOFRE DA FALTA DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL: os atuais analfabetos do século XXI.

Tudo começa com o ACESSO COMUM que TORNA O VALOR TÉCNICO BAIXO DEMAIS. Graduação, Pós, MBA, Mestrado, são conhecimentos de fácil acesso, e se todos têm acesso, tem pouco VALOR AGREGADO.

Pesquisas recentes revelam que o conhecimento técnico está gerando a perda de valor e diferenciação (todas as fontes estão em anexo).

– Pouco valor nos atuais profissionais por falta de diferencial competitivo;

– Queda dos Salários por causa do crescimento de cursos universitários;

– Queda do Efeito Diploma sobre os salários.

É estatístico, se o que você sabe todos sabem e têm acesso, você pode estar perdendo valor e provavelmente nem está percebendo isto. Valor Agregado é um calculo básico de economia.

E o que falta para alguém fazer parte de um grupo inovador de profissionais realmente bem sucedidos, felizes e com liberdade financeira e de tempo? Falta o Desenvolvimento da Inteligência Emocional.

Atualmente, quando se trata de inteligência emocional, as Pesquisas e Estatísticas mudam DRASTICAMENTE. As Pesquisas Recentes sobre a importância da inteligência emocional nas Empresas revelam que:

– 71% dos Executivos valorizam mais inteligência emocional que QI;

– 59% dos Recrutadores não contratariam alguém de elevado QI mas baixo QE;

– 75% dos Candidatos com QE elevado são mais propensos a promoção;

– Alto QE significa manter a calma sob pressão, saber resolver conflitos efetivamente, ter empatia com suas equipes, liderar pelo exemplo e tomar decisões de negócios mais bem pensadas;

– 48% dos RH focam na Inteligencia Emocional;

– 47% de Gerentes e Diretores são demitidos por falta de inteligência emocional;

– Pessoas sem inteligência emocional não sabem liderar e não são promovidas.

Hoje, sem sombra de dúvidas, o desenvolvimento da inteligência emocional é algo diferenciado e ainda te deixa em posição de vantagem, tendo conhecimento que ainda não é padrão e nem de acesso comum.

Imagine você sabendo que seu conhecimento é de alto valor, garantindo a você não somente sucesso, mas a certeza que as inovações não lhe desvalorizam e não ponham em risco sua carreira, sustento e família.             

Imagine você tendo exatamente a habilidade que agora o Mercado valoriza, isto demonstra porque algumas pessoas estão crescendo em velocidades incompreensíveis aos olhos daqueles que estão na média.

Afinal, quem não quer fazer parte desse grupo seleto de vencedores, que estão investindo em inteligência emocional e imunizando suas carreiras do efeito da desvalorização curricular-técnica?

Fica a preciosa dica de hoje: Você DEVE INVESTIR em INTELIGÊNCIA EMOCIONAL, especialmente temas voltados à LIDERANÇA, senão sua visão empreendedora será limitada e operacional.

A excelente notícia é que você conta comigo para te mostrar este caminho e possibilidade. Pois eu tenho como te ensinar a conquistar este diferencial de uma forma inovadora e prática.

Em nosso próximo encontro vou te contar como NASCE UMA BOA IDEIA e o que é ser um EMPREENDEDOR DESVIO PADRÃO.

Encerro com um pensamento que levo na mente, coração e ações: “Quem corre por seu gosto não cansa.”

 

Grande abraço!

Luiz Fernando Gama de Medeiros

Advogado, Empresário e Empreendedor há mais de 15 anos.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
200
wpDiscuz
X