blog

PODER DE DECISÃO – Como Tomar Melhores Decisões, sem se Arrepender Depois

5 de junho de 2019


O poder de decisão está nas suas mãos! Você só precisa lembrar e agir como uma pessoa LIVRE, pois é o que você é. Não se prenda mais, se solte, perceba o ambiente à sua volta, a si mesmo, às pessoas. Não fuja e também não aja sem saber porque está agindo para não se arrepender depois.

Existe um equilíbrio entre conhecimento, sentimento e ação que você precisa descobrir para que sua escolha tenha poder de transformação e some para todos.

TOMAR DECISÕES significa fazer escolhas, geralmente entre duas ou mais alternativas que concorrem entre si, isto é, é muito difícil que a gente encontre uma única alternativa que garanta todos os ganhos e nenhuma perda.

Claro que pensar de forma disruptiva e criativa pode ajudar no processo abrindo espaço para o novo e melhor, o inimaginável. Mas, como tudo na vida tem o outro lado, inovar também pode trazer: erros, problemas que fazem parte do crescimento e da aprendizagem natural.

Ninguém toma decisão à toa! Simplesmente para atingir uma meta é preciso AÇÃO e para agir é preciso avançar, sair do lugar, parar de retroceder se apegando ao velho e sofrendo, avaliando, aguentando que drenam a energia.

Em outras palavras AGIR requer CORAGEM. Coragem como você já sabe, não é a ausência do medo, mas o enfrentamento da situação apesar do medo.

Dentro de cada ser humano existem aspectos como: medo, dor, vergonha, dúvidas – muito que pode nos travar de seguir em frente. Eles não são negativos como a maioria das pessoas pensam. Depende do que fazemos com eles. Na verdade são apenas reações.

São a porta para descer do térreo para o porão, indo mais profundamente em nossos reais sentimentos e vontades, que tenham mais haver com nossa origem, quem somos em essência.

Uma história de Coragem e Sucesso Inesperado

Nunca vou esquecer do caso de um aluno que precisava tomar uma importante decisão, daquelas que SURGEM na nossa vida depois de avançar passo a passo na direção das metas que vão nos realizar mais intensamente.

Bem, ele era um excelente profissional da área de TI, capacitado e altamente competente, trabalhava numa multinacional de cultura americana.

Durante a sua trajetória percebeu que gostava muito mais da inteiração humana do que dos processos em si que geria.

Começou então a se experimentar, fazer cursos na área de gestão de pessoas, essas coisas… Conheceu o meu trabalho tendo ido fazer a minha formação para descobrir a sua própria personalidade e das outras pessoas para uma gestão mais estratégica (tratar o outro como o outro entende que é bom).

Eis que após ter sinalizado o seu interesse na gestão de pessoas, surge em outra área a oportunidade de trabalhar só com os seres humaninhos.

Fácil? Não porque a área não era a que ele queria. Para ficar com parte do que ele desejava teria que abrir mão da outra parte que ele percebeu só naquele momento que era igualmente importante pra ele, pois as duas coisas faziam sentido para ele, assim como pretendia explorar seus dois lados: humano e técnico.

Ele estava nesse exato momento participando de um grupo de coaching por perfil de personalidade comigo e fizemos um exercício na mandala do eneagrama explorando as alternativas com os caminhos de crescimento certos para o funcionamento dele.

Foi então que ele sentiu com muita força indo fundo em si mesmo que o melhor seria recusar a oportunidade e se posicionar em relação ao que verdadeiramente desejava. Aquilo que fazia suas fibras se estimularem, que lembrava ele do que ele era feito: de vida.

Bem, para surpresa dele depois de se posicionar, tendo sido respeitoso e grato. Algo mudou no ambiente. Alguém acima dele, na área dele, tendo percebido a intensidade de seu interesse e maturidade no processo de escolha, abriu para ele a oportunidade que ele tanto desejava com as duas possibilidades juntas! Demais né?!

Imagina a felicidade dele!

Se realizar envolve trabalho duro e autoconhecimento

 

Se realizar é se aprofundar nas coisas do mundo representadas aqui pelas técnicas, dedicação, esforço, habilidades, competência entre muito mais e em si mesmo: quem você é, como funciona, suas defesas, seu comportamento, sua personalidade.

Saber quem você é, não é arriscado. Arriscado é viver sem saber disso e a cada dia perder as oportunidades que fariam sentido para você viver.

Viver, meus caros amigos, é evoluir.

A gente sente dor, mas é a dor da nossa alma se expandindo, se tornando maior.

Desperdício é o sofrimento que não leva a nenhum bom lugar.

É fugir daquilo que nos torna maiores, por se acomodar às circunstâncias, negando nossa força.

Emprestado da administração mostro para vocês abaixo um passo a passo racional (técnico) para a sua tomada de decisões.

 Passo a Passo do Processo Decisório Racional

 

  1. Analisar o ambiente;
  2.  Identificar ou classificar os problemas ou as oportunidades;
  3. Listar as alternativas possíveis;
  4. Avaliar as alternativas;
  5. Comparar as alternativas para determinar a melhor escolha;
  6. Selecionar a melhor alternativa, com base na avaliação e na comparação;
  7. Projetar o plano de ação;
  8. Implementar o plano de ação, com base na alternativa selecionada;
  9. Monitorar, avaliar e obter o feedback do plano de ação implementado.

 

 Possíveis desvantagens do processo decisório racional

 

  1. É muito difícil obter todos os fatos para selecionar a melhor alternativa ou chegar à melhor decisão;
  2. Dificuldade de quantificar todos os custos e benefícios;
  3. Os riscos/incertezas limitam os administradores a dar uma guinada em outras direções.

Outras técnicas relacionadas a tomada de decisão

 

Hábito – Senhor?! Saí do piloto automático pelo amor!

Costume social – Nem se fala…

Impulso – What?! Depois não adianta caçar as bruxas.

Intuição – Olha se for intuição vinda da reflexão profunda ok. Não me vem com feeling que só quem ganhou  com isso foi aquele cantor famoso…

Adiamento – Às vezes quando a situação é muito complexa, pode ser importante. Mas, cuide se você não está só procrastinando a sua decisão por medo, fuga ou por não querer abrir mão de algum tipo de prazer/conforto.

Consenso – Às vezes o consenso obedece a lei do menor esforço, cuidado! Se o consenso for inteligente e fizer sentido, com razões claras e sólidas ok.

Delegação – Só se delega para quem tem maturidade e capacidade. Então “delargar” pode causar mais problemas.

Negociação – Você precisa saber o que quer claramente, o que não quer e até onde pode chegar.

Mediação – Buscar um ponto comum pode ser o ponta pé inicial. Mas, às vezes a mudança precisa ser drástica. Daí só com muito diálogo e consciência da realidade.

Tentativa e erro – Às vezes é o jeito de sair do lugar, mas não me parece o mais inteligente.

Votação – Ixxiiiiiiiiiiiiiii pode ser um tiro no pé. Claro, se o assunto for bem esclarecido e conversado talvez as pessoas tenham maturidade para votar individualmente e a soma reflita a maturidade do próprio grupo frente a meta que precisam atingir juntos.

Deixar a cargo da sorte – Por pior que pareça a maioria das pessoas vive assim. Um desastre. Quando damos o nosso melhor, atuando com os recursos que temos, construindo com as pessoas, ainda assim não temos garantia de sucesso, ser controlador demais tira a graça da vida. Mas, deixar à graça da vida, pode configurar uma desgraça.

Conheça melhor a sua própria personalidade

 

Nem só de técnica vive o homem. Tanto que as pessoas reconhecem seus problemas, mas tem dificuldade de agir, pois lhes falta autoconhecimento para enxergar com clareza dentro de si mesmas e consequentemente ficam confusas e com medo.

Por isso, vou mostrar para vocês as 9 personalidades básicas apontadas pelo sistema eneagrama, elas representam 9 traços de caráter, você pode se identificar com uma ou mais de uma no momento em que está vivendo.

Vou te dizer o que distorce a sua visão e a indicação de algo que vai ajudar no seu mindset respeitando o funcionamento de cada traço de personalidade.

Vale lembrar que como ser humano você tem todos os traços e muito, muito mais, porém alguns são mais comuns porque você usa há muito tempo e acaba se identificando mais.

TRAÇO DE PERSONALIDADE BREVE DESCRIÇÃO O QUE VOCÊ PRECISA SABER FIQUE LIGADO(A)
TRAÇO 9 Tem uma necessidade inconsciente de estar em harmonia. Tranquilo(a), em paz. Esse funcionamento prejudica de ser ativo na tomada de decisões. Tanto para evitar/prejudicar a relação, como por ter medo de causar qualquer mal. Somos responsáveis de alguma forma por tudo que acontece. Einstein dizia que o mundo não acabaria pela mão dos que fazem algo ruim, mas pela mão daqueles que não fazem nada.

Se omitir ou amortecer é uma escolha que pode contribuir para que algo ruim aconteça para você e/ou o(s) outro(s).

Quanto mais desenergizado(a) você estiver, menos presente você estará na vida. Mexa com o seu corpo. Existe uma sabedoria imensa dentro de você. O mundo precisa ser interessante para você e não só para os outros.
TRAÇO 6 Tem a necessidade inconsciente de ter estabilidade e segurança. Não ser pego desprevenido(a) diminui o medo de que algo ruim aconteça o que gera ansiedade e sofrimento mental. Cenários negativos que tiram a paz.

 

Você provavelmente já percebeu que tem uma desconfiança acima da média. Isso fecha você para o novo e faz com que você se apegue exageradamente há algumas pessoas e convicções que passam a ser inquestionáveis para você. Enquanto você questiona tudo e todos, inclusive a si mesmo. É crucial que você aceite que as pessoas são diferentes e não são ruins por terem valores distintos dos seus. Dentro de cada pessoa existe luz e existe sombras. Inclusive dentro de você. Pense em algo que você não gosta e reflita se você comete o mesmo em algum tipo de contexto.

Ter fé é ter autoconfiança. Não adianta você acreditar em Deus, nos seus pais e não acreditar em você. Você tem direito de errar e aprender com os seus erros.

TRAÇO 3 Tem a necessidade inconsciente de sentir que tem valor, de ter o seu valor reconhecido pelos outros. É hábil em identificar rapidamente o interesse das pessoas e aquilo que precisa fazer para se destacar em qualquer ambiente. Como agradar profundamente a si mesmo, precisando agradar as pessoas? Nem tudo que faz sentido para o nosso coração é valorizado na cultura que vivemos. A matemática do sentimento não é a mesma material. Tenha cuidado em escolher inconscientemente não estar presente de coração nos seus momentos pessoais por estar sempre pensando nos seus desafios ou em agradar aos outros. Você não é um papel a ser desempenhado com estrelinha. Você é uma pessoa, linda, pois é muito mais emotiva do que pode imaginar. Confie na sabedoria do seu coração, viva mais seus gostos, se mostre mais, quem tiver liga real vai se aproximar mais de você. E você pode ser mais você, sem desagradar aos outros, nem fazer tudo para agradá-los se enganando que é o que você quer para si.
TRAÇO 1 Tem a necessidade inconsciente de manter sua dignidade, integridade, coerência com seus ideais. O que leva você a exigir demais de si mesmo e nem perceber. Pouco a pouco você perde contato com seus sentimentos e necessidades mais profundos e passa a ficar irritado(a) e ressentido(a) com as pessoas que não se esforçam, aproveitam a vida e ainda sobrecarregam você. Entre o oito e o oitenta existem 72 possibilidades. Nem tudo é uma questão de esforço, mas de equilíbrio, plenitude, alegria de viver e criatividade.

Você é um ser humano que tem desejos e necessidades. Precisa encontrar um ponto de equilíbrio entre realizar o que é importante e ter seus próprios momentos de prazer e lazer. Assim, relaxado conseguirá enxergar aquilo que precisa decidir e modificar de forma mais leve e criativa.

Tomar decisões práticas é com você mesmo(a), mas e as decisões do coração, da vida como um todo? Se você não cultivar seu mundo interior que independe das obrigações e deveres terá um solo pobre para seu jardim. Olhe mais para as suas vontades e se permita um prazer diário sem desequilíbrio.
TRAÇO 4 Tem a necessidade de se diferenciar, de ser original. Isso faz com que busque muito sentido nas coisas sob o aspecto emocional, em detrimento do prático. Esse funcionamento leva você há oscilações constantes de euforia e tristeza. O que deixa você preso(a) num ciclo de buscas sem conseguir evoluir conforme seu potencial. É praticamente impossível viver satisfeito com tudo. Você não se conforma em se satisfazer com pouco, romantiza, idealiza, sente que precisa buscar, ir além.

O que falta no fundo é você equilibrar o prático e o racional com o emocional. Assim você vai enxergar com maior clareza e amplitude a sua vida. Terá também os pés mais firmes no chão para lidar com os imprevistos e frustrações, sem se afundar e sim resolver e crescer na conquista de suas metas.

Tome decisões, mas não culpe tanto a si mesmo nem aos outros. A vida e as pessoas são o que são e são perfeitas no aqui e agora como se apresentam. Tudo que é vivo oscila, você pode sofrer menos se aprender a controlar mais suas oscilações. Acredite mais em si mesmo, tome suas decisões colocando na balança uma perspectiva mais prática e lógica da realidade. Não haja por impulso, mas por consciência.
TRAÇO 2 Tem a necessidade inconsciente de ser amado(a) e querido(a). Esse funcionamento atua fazendo com que você foque sua atenção nos outros em detrimento de si mesmo(a). Quer dizer que é mais fácil você ajudar aos outros a tomarem decisões para o bem deles do que você ter clareza do que decidir na sua vida.

 

Você sabe que tem habilidade com pessoas. Sabe se fazer importante e necessário(a). Mas, quando esquece de você por muito tempo começa a se sentir mal pelos outros não darem para você a mesma atenção e ajuda que você dá.

Mais confuso(a) e frustrado(a) você não enxerga com tanta clareza e pode confundir o que é bom para o outro com aquilo que é bom para você, sem que você entenda o que está acontecendo.

É importante que você se trabalhe para esquecer aos outros, precisa se retirar um pouco do tumulto e sozinho(a) enxergar a si mesmo(a). Suas vontades, quereres e necessidades não atendidas.

Precisará ser mais sincero para se posicionar em relação ao que quer para si, sem brigas. Em outras palavras para avançar na sua vida você precisa se ajudar.

TRAÇO 8 Tem a necessidade inconsciente de se posicionar, se proteger e ser respeitado. Esse funcionamento faz com que você seja exageradamente ativo no processo decisório. Tomando decisões até quando precisa processar melhor os acontecimentos, ponderar mais, dar um pouco de tempo para que ele deixe a poeira baixar e você enxergue com maior nitidez o todo. O quanto você se exige ser forte e objetivo, no fundo leva você a ser agressivo consigo mesmo e com os outros. Você tem uma boa intenção: avançar, crescer. Mas, pode estar atuando somente no plano prático, na sua verdade, deixando de planejar melhor e até desconsiderando as necessidades das pessoas que são diferentes de você. Pare de negar os seus sentimentos. Não adianta você ser forte para se posicionar doa a quem doer e não ser verdadeiro consigo, respeitando mais o seu coração e o coração das pessoas. Seja mais racional, saia do tumulto, enxergue longe e defina planos mais leves e sustentáveis que se baseiem em cooperação mais do que em esforço intenso e contínuo.
TRAÇO 5 Tem necessidade de ser racional e autossuficiente. Esse funcionamento atua impedindo você de dar vazão aos seus sentimentos e emoções, também de expressá-los. O que leva você a deixar de vivenciar experiências necessárias para uma aprendizagem rica, ficando no campo mental. Com a mente se protege do que é ruim, mas também do que é bom. O conhecimento é fundamental, mas só ele limita a realidade. Conhecimento é algo para ser vivido, sentido. Nem todas as respostas estão na cabeça. É difícil respeitar a visão prática das pessoas quando seu olhar é mais mental, ou as emoções das pessoas quando você não se importa com aquilo que sentem.

O quanto você tem potencial para ser ainda mais competente do que já é?

Quando perceber se aprofundando muito no problema, simplifique as coisas com foco na melhor solução envolvendo a experiência e a motivação.
TRAÇO 7 Tem a necessidade de viver alegre e satisfeito. Esse funcionamento faz com que geralmente veja a parte cheia do copo do que a parte vazia. Porém, para tomar a melhor decisão você precisa ter clareza do problema e se aprofundar na parte meio vazia do copo. Toda solução certa está ligada a natureza do problema e a situações que precisam ser vencidas que tem seu grau de complexidade. Tomar decisões pensando que tudo vai dar certo pode contribuir para que tudo dê errado ao desprezar os contras e focar só nos prós.

Você é rápido, animado e inteligente, mas saber disso às vezes prejudica que você ouça de verdade aquilo que as pessoas dizem até o final, para de fato entender as coisas e daí sim resolver.

Considere dar mais atenção para a sua vida emocional. Se permitir sentir mais, focar no que lhe dá maior significado e não só prazer pelo prazer.

Lembre-se de que buscar liberdade pela liberdade pode ser uma prisão quando você no fundo quer se comprometer com algo melhor para você e deixa de fazer isto por medo de sofrer dor ou limitação.

Você contribui para limitar sua felicidade, ficando com a euforia que imita a verdadeira alegria que vem mais do seu coração do que de experiencias excitantes.

Espero que esse conteúdo seja útil para você!

 

Se for, compartilhe com os seus amigos! Você é nosso parceiro na semeadura da autoconsciência e de um mundo melhor! 

Elaine Juliana SouzaCo-Fundadora da Potentiallis

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
200
wpDiscuz
X